Como comprar casa na praia?

Você tem o sonho de adquirir um imóvel no litoral? Então, confira as nossas dicas:

como-comprar-casa-na-praia
Compra de imóvel Publicado em 19/07/2018

Comprar uma casa na praia é o sonho de muitos brasileiros. Seja pensando em ter um local para curtir a folga ou como uma forma de investimento rentável, é preciso tomar alguns cuidados antes de adquirir esse tipo de imóvel. Saiba como investir numa propriedade litorânea sem ter que se preocupar com possíveis dívidas.

1. Tenha um bom planejamento financeiro pessoal

Antes de pensar em comprar uma casa na praia é necessário ter o controle total sobre o seu orçamento para não entrar em dívidas. Com calma, analise o quanto você pode gastar por mês sem correr o risco de se tornar inadimplente ou afetar o seu estilo de vida atual.

Para montar o seu planejamento financeiro de forma simples, comece organizando todas as suas contas em um único lugar, seja por meio de aplicativos, caderno ou planilha no computador. Neste documento, você deve anotar todas as suas receitas e despesas (fixas, parceladas e variáveis) do mês.

Para deixar o controle do orçamento mais claro, você pode dividir os seus gastos em categorias, como “alimentação”, “entretenimento”, “beleza” e mais. Assim, é possível saber exatamente para onde está indo o seu dinheiro, e se for necessário, qual categoria se deve economizar.

Se ao fazer o planejamento financeiro você reparar que as suas despesas estão superando os seus ganhos, é necessário reequilibrar as contas antes de entrar em uma nova dívida. Com tudo em dia, analise o quanto você pode separar mensalmente para assumir os custos de um novo imóvel.

2. Lembre-se dos outros custos

Além dos gastos com a prestação do novo imóvel, existem vários outros custos para adquirir e manter uma propriedade no litoral. Conheça as principais despesas envolvidas nesse investimento:

– ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis) – Imposto cobrado pela prefeitura quando há alguma transferência de propriedade. O valor desse tributo depende do município em que o imóvel está localizado. Por exemplo, na cidade de São Paulo, a taxa é de 3% do valor da casa.

– Escritura – O documento é fundamental para dar validade jurídica à compra do bem. A taxa da escritura é cobrada de acordo com o cartório Tabelionato de Notas de cada estado e o preço total do imóvel.

– Registro do Imóvel – Após ser feita a escritura, é necessário registrar a propriedade no Cartório de Registro de Imóveis para comprovar juridicamente quem é o dono do bem. O valor do documento depende de cada estado e do preço total da casa. Em média, é cobrado 1% do valor da casa.

– Compra de móveis – Se você está adquirindo uma propriedade na praia pensando nas suas folgas, é interessante considerar a compra de alguns móveis e eletrodomésticos essenciais, como cama, geladeira e fogão.

– Custos com manutenção – Além das despesas com documentos e móveis, também há gastos com a manutenção das propriedades, como IPTU, condomínio (quando há), luz, água e internet. Algumas pessoas também pagam um valor mensal para que algum morador do litoral verifique a situação da casa uma vez na semana.

> Confira nosso outro artigo sobre todos os custos envolvidos na compra de um imóvel.

Cuidados na hora de comprar casa na praia

como-comprar-casa-na-praia-3

A casa na praia exige alguns cuidados diferentes dos imóveis localizados na cidade ou zona rural, como:

1. De olho na maresia

Ter uma casa no litoral pode ter diversas vantagens. Contudo, é preciso ficar de olho na ação da maresia em janelas, portões, móveis e eletrodomésticos.

Úmida e cheia de substâncias químicas, especialmente sais, a maresia é um catalisador para a ferrugem. A boa notícia é que existem algumas formas de amenizar os seus efeitos em casa, como:

– Para eletrodomésticos: as superfícies metálicas sofrem muito com a oxidação. Se você reparar que o motor dos seus eletrodomésticos funcionam normalmente, mas a parte externa foi atingida pela maresia, o ideal é que você leve o objeto até um profissional que faça pintura e manutenção. O custo da restauração é inferior ao de um equipamento novo. Quando a oxidação se manifesta em pequenos pontinhos, você pode resolver em casa mesmo. Basta lixar o local afetado com uma lixa para ferro e pintar com um esmalte para unhas que tenha cor parecida com a do eletrodoméstico atingido. O esmalte protege a região e impede que a oxidação se espalhe.

– Para os móveis: objetos de madeira também sofrem com a maresia. Para retardar a oxidação, a aplicação de lustra móveis ou óleo de peroba é obrigatória.

– Para janelas e portões: as peças fabricadas em ferro são as que mais sofrem com a oxidação. Para evitar que isso aconteça, prefira materiais de aço inoxidável, alumínio ou PVC. Se isso não for possível, aplique algumas camadas de verniz com poliuretano para impermeabilizar as superfícies.

– Estruturas de concreto: como costumam ser porosas, as estruturas de concreto expostas à umidade e aos sais podem sofrer com rachaduras. Para evitar a situação, aplique camadas de impermeabilizante nas paredes.

– Tintas específicas: outra forma de impedir a ação da maresia na casa é com tintas acrílicas ou cerâmicas. Bastante usadas no Nordeste, elas ajudam a conservar as estruturas de metal por mais tempo.

2. De olho na segurança

Se você não vai morar permanentemente no litoral, é importante tomar alguns cuidados para garantir a segurança da casa enquanto estiver fora.

– Encontre um mensalista: procure por um prestador de serviço que possa ir, pelo menos, uma vez ao mês na sua casa para verificar se está tudo certo. O ideal é que ele também passe panos nos móveis e eletrodomésticos para retirar os sais que chegam com a maresia.

– Invista em grades nas portas e janelas: ainda que a casa esteja bem fechada, não é tão difícil arrombar a propriedade com pés de cabra e outros apetrechos que destrancam as fechaduras. Por isso, coloque grades nas portas e janelas e garanta maior segurança a sua propriedade.

– Invista em sistemas de segurança: outra boa solução é a instalação de alarmes dentro da propriedade. Você também pode colocar monitoramento eletrônico que acusa qualquer sinal de movimento dentro da casa. Além disso, a contratação de uma equipe de vigilantes que só entra em ação quando o alarme dispara pode ser uma ideia interessante.

3. Valor do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano)

É muito comum que o valor do IPTU no litoral seja mais caro do que na cidade e existe uma explicação para isso. Como essas cidades têm uma área preservada consideravelmente maior, o espaço que sobra para construir propriedade afeta na relação oferta e demanda, deixando os custos mais altos, inclusive o do imposto.

Ganhando dinheiro com Airbnb

como-comprar-casa-na-praia-2

O Airbnb é uma plataforma de aluguel de acomodações ao redor do mundo. Funcionando em mais de 190 países e em mais de 34 mil cidades, o site já hospedou mais de 60 milhões de pessoas. Que tal ganhar algum dinheiro com a sua casa no litoral? Saiba como lucrar com o seu imóvel parado.

  1. Tire fotos

Antes de fazer o seu cadastro no site, tire algumas fotos do seu imóvel valorizando o que ele tem de melhor. Uma foto bem tirada é o primeiro passo para chamar a atenção do usuário.

  1. Faça uma pesquisa de preço

Confira no Airbnb qual é a média cobrada pelo aluguel em sua região e em propriedades parecidas com a sua. Quando começar no site, você pode colocar o preço um pouco mais baixo para atrair mais hóspedes. Depois que tiver alguns comentários positivos, você pode aumentar o valor do aluguel.

  1. Calendário e preços

No site do Airbnb há um calendário em que você consegue definir quais os dias em que o imóvel vai estar disponível. Também há a opção de colocar diferentes preços para as datas. Ou seja, você consegue cobrar um valor maior quando estiver em alta temporada.

  1. Cobrança de preços

Na hora que for definir um preço a ser cobrado, leve em consideração os gastos que a pessoa vai gerar em sua casa, como consumo de energia, água, internet, TV a cabo e mais. Também coloque na ponta do lápis os custos com limpeza após a saída do hóspede e das taxas cobradas pela Airbnb (3% do anfitrião).

Consórcio imobiliário

como-comprar-casa-na-praia-4

Você já ouviu falar no consórcio de imóveis? Essa modalidade de crédito imobiliário é uma boa escolha para aqueles que querem adquirir um bem com economia, mas não tem a urgência na compra. No consórcio, a administradora reúne um grupo de pessoas com o mesmo objetivo para formar uma poupança comum. Mensalmente, os consorciados contribuem com uma parcela para que a soma do fundo seja o suficiente para que todos adquiram o que desejam até o fim do contrato.

Todos os meses uma assembléia é realizada para definir quem vai ter o direito de utilizar parte da poupança comum para comprar o imóvel. A contemplação pode acontecer por meio de sorteio ou lance.

Como o nome diz, no sorteio, um dos participantes é sorteado entre os integrantes do grupo. Quem for o premiado, recebe a sua carta de crédito no valor do plano que aderiu, independente de quantas prestações já pagou. Em outras palavras, o sorteio define a ordem em que cada um dos consorciados vai receber a carta de crédito. Essa é a opção perfeita para quem tem dificuldade em guardar dinheiro com disciplina, por exemplo e também pode esperar para comprar o imóvel.

Já no lance, o membro oferece antecipação das parcelas para ter mais chances de ser contemplado e, assim, adquirir o imóvel mais cedo do que o esperado. Ao contrário de quem espera pelo sorteio, quem opta por dar lances, normalmente tem um dinheiro guardado, mas não quer se comprometer com um financiamento imobiliário e as altas taxas de juros praticadas pelos bancos – prática não adotada pelo consórcio.

Além de não existir taxas de juros pelo consórcio, a modalidade também não cobra pelo valor de entrada, tem parcelas mais baixas que as praticadas pelos bancos e não há burocracia para aderir a um grupo.

O seu desejo também é comprar uma casa na praia? Então, aplique as nossas dicas, escolha a melhor forma de financiamento e conquiste o seu sonho. Se quiser saber mais sobre como funciona o consórcio de imóveis, entre em contato com a A7 Consórcios. E já que está por aqui, não se esqueça de conferir o nosso blog para mais dicas sobre planejamento financeiro, compra de imóveis, investimentos e muito mais.

Logo A7 Consórcios Azul Escuro
sobre o autor
A7 Consórcios

Comentários