Como escolher um apartamento na planta

Recomendações, dicas e cuidados: tudo o que você precisa saber para comprar um imóvel na planta!

a7-como-escolher-apartamento-na-planta-7
Compra de imóvel Publicado em 19/12/2017

Ainda existe muito receio em comprar um imóvel direto na planta, especialmente em relação aos atrasos. Mas a verdade é que optar por essa opção pode ser uma excelente forma de economia. Confira no artigo de hoje como escolher um apartamento na planta e dicas para acertar na sua decisão.

1. Saiba exatamente o quanto você pode pagar

a7-como-escolher-apartamento-na-planta

Antes de se apaixonar pelas parcelas baixas de um imóvel na planta é necessário entender todo o processo de precificação deste modelo. Normalmente, neste tipo de propriedade, você começa pagando apenas os custos da construção, ou seja, no cálculo inicial não é contabilizado os lucros da construtora, reajustes, valorização e outros itens.

Por exemplo, você encontra um apartamento na planta que custa 50 mil reais e paga as parcelas referente a este valor. Contudo, assim que estiver pronto o seu real preço de venda sobe para 300 mil reais. Para garantir a compra deste imóvel, é necessário que você financie a diferença. Como as instituições bancárias só financiam uma propriedade pronta, no fim você acaba pagando um valor bem acima do inicial.

Então, antes de comprar esse tipo de imóvel, tenha em mente que o valor pago na parcela final é bem maior do que foi na primeira. Para saber exatamente o quanto você pode gastar no bem, faça uma simulação de qual o preço máximo da parcela que você pode arcar. Especialistas indicam que ela não pode comprometer mais do que 30% da sua renda familiar.

2. Cuidado com as propagandas muito boas

a7-como-escolher-apartamento-na-planta-2

Existem muitas construtoras que fazem anúncio de imóvel na planta com “parcelas baixas, que cabem no seu bolso”. Lembra que comentamos que o valor das parcelas aumenta significativamente quando a propriedade está pronta? Este tipo de propaganda pode atrair muitos compradores que não tenham renda suficiente para se comprometer com o financiamento do imóvel depois de pronto.

3. Pesquise sobre a construtora antes de comprar

a7-como-escolher-apartamento-na-planta-3

A internet pode ser uma excelente aliada para encontrar o melhor negócio. Analise online o histórico da construtora, reclamações em sites especializados e no Procon e pesquise no site do Tribunal de Justiça se a empresa responde a algum processo.

Uma boa ideia é estudar outros imóveis construídos pela organização e conversar com os atuais moradores para saber se a entrega foi feita no prazo determinado, como é o atendimento, se houve algum problema e por aí vai.

4. Descubra se há problemas com a Prefeitura

Procure a Prefeitura da sua cidade para saber se a construção pode ser atingida por desapropriação para alguma obra pública ou se o terreno está contaminado. Importante ressaltar que mesmo que o solo seja tratado, se a contaminação constar na matrícula do imóvel, pode desvalorizá-lo se você tentar vender a propriedade no futuro.

5. Não compre o imóvel no mesmo dia

a7-como-escolher-apartamento-na-planta-4

Essa dica vale na hora de comprar qualquer tipo de imóvel, seja ele na planta, novo ou usado. Por mais perfeito que o negócio pareça, não o feche logo de cara. Tire um tempo para pensar e considerar outras opções. Também aproveite o tempo para analisar todos os documentos e contratos obrigatórios, além de pesquisar mais sobre a construtora e o terreno (como dissemos nas dicas acima). Em caso de dúvida na documentação, consulte um advogado da sua confiança.

6. Fique atento às promessas

É bastante comum as construtoras oferecerem diversas vantagens para um imóvel na planta, como revestimento gratuito, armários planejados e quitação de condomínio e IPTU. Porém, em alguns casos, estas promessas não são cumpridas pela empresa. Por isso, guarde toda a propaganda ou documento que provem os compromissos da construtora. Desta forma, você tem evidências para entrar na justiça e pedir o que é seu de direito.

7. Tome cuidado com taxas abusivas

a7-como-escolher-apartamento-na-planta-5

Algumas construtoras podem tentar levar vantagem e cobrar taxas abusivas, fique atento às principais:

– Taxa de anuência ou cessão de direitos: valor cobrado do consumidor quando ele decide vender o imóvel antes dele estar pronto. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, esta taxa é ilegal por remunerar uma empresa que não contribui em nada para a venda.

– Taxa de corretagem: pagar pelo serviço do corretor de imóveis. No caso de um stand de vendas, o advogado defende que quem deve pagar por esta taxa é a construtora e não o cliente, afinal foi ela quem contratou o corretor.

– Taxa de interveniência: é cobrada dos consumidores que decidiram financiar o imóvel com um banco diferente daquele que financiou a obra para a construtora. O valor pode chegar até 2% do preço financiado. A taxa é abusiva pois fere o direito do cliente em ter liberdade de escolha.

– Taxa de Serviço de Assessoria Técnico-Imobiliária (SATI): as construtoras cobram, em média, 0,8% do valor do imóvel para orientar o consumidor em questões jurídicas e administrativas. A taxa não pode ser cobrada pois o serviço não é obrigatório e nem isento, já que é o advogado da empresa que vai analisar o próprio contrato.

8. Planeje os cômodos

a7-como-escolher-apartamento-na-planta-6

As construtoras, normalmente, têm a planta pronta do imóvel e algumas imagens de projeção do prédio e apartamentos. Pegue estas informações e comece a planejar como cada ambiente vai se comportar. Onde ficaria o sofá, rack, cama, criado mudo e assim em diante. Assim, você tem uma ideia se a propriedade corresponde as suas expectativas.

A dica também vale para quem já fechou o negócio. Optar por planejar os cômodos antes vai dar a você uma noção exata dos cômodos e ajudar no planejamento da decoração e design de interiores.

Se você está procurando pelo seu imóvel na planta, tire um tempinho para conhecer um pouco mais sobre o consórcio. Este tipo de investimento é ideal para quem gosta de se planejar e encontrar as melhores condições de pagamento.

Com parcelas baixas e sem taxas de juros, o consórcio reúne um grupo de pessoas com o mesmo interesse para juntar fundos e garantir que cada um dos membros possa adquirir o bem que deseja. Todos os meses é realizado uma assembleia, que por meio de sorteio e lance, define os participantes contemplados com a carta de crédito. Para tirar todas as suas dúvidas sobre este tipo de financiamento, entre em contato conosco para saber mais.

Quer saber mais alguns cuidados essenciais para comprar um imóvel na planta? Então, confira todas as nossas dicas sobre compra de imóvel. Compartilhe nos comentários se você já fez um investimento neste tipo de apartamento e como foi a experiência.

Logo A7 Consórcios Azul Escuro
sobre o autor
A7 Consórcios

Comentários