Como expandir uma empresa

Pensando em aumentar o seu negócio, mas não sabe como? Confira as nossas dicas

Gestão de Empresas Publicado em 07/09/2018

Você acha que a sua empresa já está pronta para crescer, mas está sem ideias de como fazer isso? Além de abrir novas unidades ou expandir por meio de franquias, existem outras formas de progredir o seu negócio. Por isso, separamos algumas ideias mais econômicas, mas tão eficientes quanto. Confira:

  1. Aumentar o mix de produtos/serviços

Diversificar e ampliar o seu catálogo de produtos ou serviços é uma maneira de vender mais, e consequentemente crescer. Porém, antes de investir nessa ampliação, faça uma pesquisa de mercado e identifique aquilo que o seu consumidor tem buscado em outros lugares, e que você seja capaz de oferecer.

Por exemplo, a sua loja trabalha com tênis de corrida e a partir de uma análise, você percebeu que o cliente que consome esse tipo de produto também procura por alguns acessórios, como medidor cardíaco e garrafa personalizada de água. Sendo assim, são altas as chances de aumentar o ticket médio do seu estabelecimento com esses itens no estoque.

Uma excelente dica de leitura para ajudar você a se posicionar no mercado e enxergar onde expandir é o livro “A Estratégia do Oceano Azul: como criar novos mercados e tornar a concorrência irrelevante” do W. Chan Kim. Neste best-seller internacional, o autor ensina através de ferramentas e matrizes, como investir em mercados inexplorados, e assim, se diferenciar e se destacar da concorrência. É um livro considerado essencial para qualquer empreendedor que queira fazer sua empresa crescer.

A principal lição é como gerar valor no seu negócio através da inovação: o que você pode oferecer ao mercado que ninguém mais oferece? Que atributos estão gerando altos custos e podem ser dispensados? Como você pode entregar valor e assim fugir da guerra de preços da concorrência? Essas e outras perguntas serão respondidas nesse livro, tudo contextualizado com exemplos bem práticos e facilmente aplicáveis em qualquer segmento ou nicho de mercado.

Além das estratégias e ferramentas apresentadas pela obra, outro instrumento para você visualizar novas oportunidades é a Análise SWOT (ou FOFA, no português). A análise SWOT nada mais é do que uma matriz para você expor as forças e fraquezas da sua empresa (ambiente interno) e levantar as oportunidades e ameaças do mercado (ambiente externo):

matriz-analise-swot

Foto/reprodução: Movimento Impacto Global

Essa análise para dentro e para fora da sua empresa é primordial antes de qualquer passo a uma expansão. Só assim, você conseguirá enxergar com mais clareza como você pode usar os pontos fortes da sua empresa e aproveitá-los em uma oportunidade de mercado:

oportunidades-da-analise-swot

 

  1. Diversificar os canais de venda

Além dos canais de venda que você já trabalha, também é interessante verificar outras opções para alavancar o número de vendas. Redes sociais, sites e até mesmo representantes comerciais podem ser uma saída.

Contudo, antes de apostar na diversificação é imprescindível entender o que o seu consumidor procura e organizar o orçamento para saber se pode arcar com os gastos dos novos canais. Vamos supor que o seu público alvo é jovem e conectado. Nesse caso, é melhor apostar em redes sociais e sites do que em um representante fazendo ligações ou batendo na porta.

Aqui uma boa dica é você se familiarizar com os conceitos de público-alvo e persona. Público-alvo são todas as informações geográficas do público que consome o seu produto ou serviço, como idade, classe social, escolaridade, sexo, etc. Apesar de serem informações mais superficiais, elas são essenciais para você conseguir ter a visão macro do seu consumidor e também para adequar a comunicação da sua marca, linguagem e saber quais os canais que ele está presente.

Já persona é um documento onde você cria um “personagem” que é a personificação do seu cliente ideal. Este documento irá conter informações mais detalhadas e aprofundadas do seu consumidor, onde você deve ser capaz de responder perguntas como: quais as dores e os desafios que esse consumidor enfrenta? Quais as suas aspirações? Por que ele compraria seu produto? Quais problemas dele o meu produto resolve? Quais os seus objetivos? Quais barreiras e distrações podem atrapalhar a sua jornada de compra? Entre outras.

Confira abaixo um exemplo de documento de persona:

modelo-de-persona-site-neil-patel

Foto/reprodução: Blog Neil Patel

O modelo acima foi tirado do blog do Neil Patel. Uma das melhores fontes de informação e estudo disponíveis na web, principalmente se você estiver buscando crescer e expandir o seu negócio na internet.

O documento de persona pode variar de acordo com as informações relevantes que a sua empresa precisa saber do seu potencial cliente. Veja outro exemplo abaixo, mais simples, pensado hipoteticamente para uma empresa de turismo/viagens:

A7-modelo-persona

A sua empresa pode ter quantas personas forem necessárias, mas todas devem seguir o mesmo template (modelo de documento). Ou seja, mesmo padrão de documento respondendo as mesmas perguntas.

Para levantar essas informações/respostas, a melhor maneira é conversar com o seus clientes e potenciais clientes. Perguntar em um momento oportuno o porquê procuraram o produto que você oferece e porquê escolheram a sua empresa para adquiri-lo entre tantas outras.

Ter um conhecimento profundo de quem compra o seu produto/ serviço, serve não só para saber quais canais utilizar para se comunicar com seu consumidor, mas também para direcionar qualquer decisão estratégica tomada na sua empresa, seja ela com o objetivo de expansão ou não.

 

  1. Informatizar a gestão do negócio

Atualmente, o mercado oferece a todos os tipos de estabelecimentos softwares que ajudam na contabilidade, controle de estoque, cadastro de clientes, fluxo de caixa e mais. Essas ferramentas são bastante úteis para quem procura organizar melhor o negócio, otimizar os processos, reduzir custos e aumentar as vendas.

Como os procedimentos ficam mais rápidos e confiáveis, você tem tempo de focar em outras situações, como atendimento ao cliente e capacitação de funcionários. Dois elementos fundamentais para alavancar o número de vendas.

Procure saber quais ferramentas os donos de negócios concorrentes estão usando e pesquise entre diversas opções do mercado para escolher aquele que oferece os melhores benefícios à sua empresa.

 

  1. Melhoria no atendimento ao cliente e programas de fidelização

O boca a boca sempre foi uma das formas mais eficientes de propaganda. Um cliente que é bem atendido tem mais chances de voltar a fazer negócio com a empresa, e ainda recomenda o produto/serviço para os conhecidos.

Por isso, invista em um bom atendimento ao consumidor e estimule a sua volta com programas simples de fidelização. Por exemplo, você pode oferecer um cartão fidelidade em que o cliente precisa atingir um certo nível de pontos para ganhar descontos ou um produto grátis. Você também pode investir na comunicação pelo ciclo de uso do produto. Por exemplo: você vende um creme facial e sabe que a duração média de alguém que usa todos os dias é de 3 meses. Então, depois de 3 meses da compra, você pode programar um e-mail ou uma mensagem ao seu cliente lembrando-o de comprar um novo creme antes que o anterior acabe. Além de estimular uma nova compra, você também personaliza a comunicação com os clientes. Isso gera proximidade e faz com que seus usuários se conectem cada vez mais com a sua marca e a sua empresa.

 

  1. Oportunidades em licitações

O governo é o maior comprador do Brasil. Imagina ter ele como cliente? Cheque os editais de compras das prefeituras e secretarias do seu Estado e fique de olho na abertura de licitações. Antes de participar do processo, tenha certeza de que o seu estoque é capaz de atender as demandas necessárias.

 

Quando devo abrir novas unidades?

como-expandir-uma-empresa

Depois de adotar as medidas que apresentamos acima e verificar se o negócio realmente cresceu, já é o momento de considerar levar a sua marca para outros pontos de vendas.

Antes de começar a procurar por um novo local, tire um tempo para analisar todos os gastos que a unidade vai trazer com ela. Coloque na ponta do lápis os custos com aluguel ou compra do imóvel, reforma, ampliação do estoque, equipe nova e mais.

Para fazer essa mudança com mais economia e planejamento, você pode aproveitar benefícios como o consórcio de imóveis. Essa modalidade de crédito imobiliário pode ser utilizada para a compra de uma propriedade comercial, não cobra taxa de juros e nem valor de entrada, tem zero burocracia e oferece parcelas que cabem no seu bolso. Assim você planeja a compra de um bem com economia e investe no aumento do patrimônio da empresa.

 

Vale a pena expandir por meio de franquias?

Crescer por meio do franchising é o desejo de muitos empreendedores. Porém, essa não é uma tarefa fácil. Para que as franquias tenham chance de dar certo, o negócio precisa ter os processos de trabalho muito bem alinhados e uma marca que seja conhecida em todo o mercado. Em outras palavras, a sua empresa tem que ser perfeita. Afinal, os franqueados vão investir uma quantia considerável nela.

Antes de pensar em expandir por meio de franquias, você pode começar a abrir novas unidades para fortalecer o nome da marca no mercado. Depois de um tempo, analise como está sendo o desempenho dos novos pontos de venda, e só então, estruture um plano para começar o franchising.

Expandir uma empresa demanda planejamento, comprometimento e tempo. Assim que começar a aplicar as dicas que apresentamos para o crescimento do negócio, já comece a programar como vai ser a abertura de uma nova unidade. Se ficou interessado no consórcio para essa expansão, entre em contato com a A7 Consórcios e tire todas as suas dúvidas sobre a modalidade.

Logo A7 Consórcios Azul Escuro
sobre o autor
A7 Consórcios

Comentários