Manutenção de caminhões

Saiba como fazer do jeito certo e entenda a diferença entre manutenção preventiva, preditiva e corretiva

manutencao-de-caminhoes-a7-consorcios
Dicas sobre automóveis Publicado em 26/02/2018

Ficar com parte da frota parada pode gerar grandes prejuízos ao seu negócio. Por isso, a manutenção dos caminhões é tão fundamental. Saiba como fazer este processo do jeito certo e entenda a diferença entre as manutenções preventiva, preditiva e corretiva.

Importância de cuidar da manutenção dos caminhões

manutencao-de-caminhoes-1

Cuidar da manutenção dos caminhões faz com que a empresa economize direta e indiretamente. Afinal, um automóvel parado não rende e os custos com o seu conserto depois do problema são mais altos do que a manutenção preventiva.

Além disso, um veículo em mau estado de conservação pode ser multado pelo Código de Trânsito Brasileiro e aumenta consideravelmente as chances de acidentes.

Como fazer a manutenção de caminhões?

A mecânica dos caminhões é mais complexa que a de um automóvel comum e demanda alguns cuidados na hora da manutenção. Desta forma, prefira fazer a revisão com profissionais qualificados e se for necessário trocar peças, opte pelas originais.

Existem alguns cuidados que devem ser tomados regularmente com este tipo de veículo:

  1. Verificação dos pneus

Fundamentais para a segurança do caminhão, os pneus devem passar por averiguações regulares. Lascas na borracha, por exemplo, aumentam a chance de furos, rasgos e bolhas no item. Antes de qualquer viagem, não se esqueça de calibrar os pneus, já que a sua pressão correta garante o melhor rendimento. Ah, a calibração vale também para o estepe.

 

  1. Troque os filtros periodicamente

Todos os filtros seja ele do óleo do motor, ar da cabine ou combustível, vêm com especificações da fábrica de quando devem ser trocados. Siga a risca estas datas para prevenir possíveis problemas no automóvel.

 

  1. Verifique os faróis e a sinalização

Antes de pegar a estrada, tire alguns minutos para conferir se todas as luzes do caminhão (piscas, luzes de freio, sinalização, faróis e etc) estão funcionando corretamente. Além de serem itens obrigatórios, a perfeição nestes itens reduz as chances de acidente.

 

  1. Tenha a revisão dos freios em dia

O recomendado é que o caminhão passe por uma revisão completa no sistema de frenagem a cada 15 ou 20 mil quilômetros rodados, ou então de acordo com a indicação da montadora. O freio é um dos itens mais importantes para garantir a segurança nas viagens, sendo que o mínimo problema nele pode causar um grave acidente.

 

  1. Verifique as condições do escapamento

Os buracos e a irregularidades da estrada podem causar desgastes nas junções do sistema de escape de gases do caminhão. Portanto, sempre que for possível ou quando o motorista relatar algum barulho diferente no veículo, verifique as condições das peças do escapamento.

 

  1. Preste atenção nos acoplamentos

Se ao arrancar ou frear o automóvel o motorista perceber um tranco vindo da parte traseira, pode ser sinal de problemas na quinta roda. Este item deve ser sempre averiguado, pois é fundamental para a segurança da carga.

 

  1. Cuide da embreagem

Alguns hábitos ruins dos motoristas contribuem para o desgaste da embreagem. Descansar o pé apoiada no pedal, transportar peso acima do indicado e arrancar sem ser com a primeira marcha são só alguns exemplos.

Se o caminhão começar a apresentar trepidações no pedal, dificuldade para trocar a marcha ou barulhos, é necessário procurar um mecânico e revisar o sistema de embreagem imediatamente.

Diferenças entre as manutenções preventiva, preditiva e corretiva

manutencao-de-caminhoes-2

Você já deve saber que existem diferentes tipos de manutenção de caminhões. Mas qual a diferença entre elas? Como saber qual delas adotar? Confira agora:

  1. Manutenção Preventiva

A manutenção preventiva tem como principal objetivo averiguar as condições do veículo e assim reduzir as chances de alguma falha acontecer no caminhão.

Este tipo de verificação é realizado com base em um cronograma da empresa e as especificações de troca da fábrica (como o filtro de óleo do motor). Por ser planejada e prever e corrigir possíveis erros antes deles acontecerem, essa manutenção gera menos custos ao negócio. Além disso, ela faz com que o caminhão sempre opere com o máximo de desempenho e os gastos com peças de reposição não comprometam o orçamento.

 

  1. Manutenção Preditiva

Bastante parecida com a manutenção preventiva, a preditiva se diferencia por levar em consideração as condições reais de funcionamento do caminhão, não sendo realizada necessariamente por conta de um cronograma ou das especificações de troca da fábrica.

Na verdade, a manutenção preditiva trabalha com as condições que cada caminhão apresenta em relação ao seu desgaste. Desta forma, este processo tenta prever o tempo de vida útil das peças e do veículo em si, trabalhando para que este período seja aproveitado com o máximo de eficiência.

 

  1. Manutenção corretiva

Como o próprio nome diz, esta manutenção ocorre para corrigir problemas imediatos no caminhão e tenta reduzir os prejuízos que essa falha possa gerar. Afinal, um veículo parado compromete diretamente o cumprimento de prazos e até mesmo o lucro mensal. Sem contar nos gastos com reposições de peças e mão de obra qualificada.

Mesmo com todos os tipos de manutenção de caminhões chega uma hora em que a frota precisa ser renovada. Para este momento, conte com as facilidades e vantagens da compra programada pelo consórcio de caminhões. Para saber mais, confira nosso artigo sobre renovação de frota e fique por dentro de como economizar e se planejar financeiramente.

Logo A7 Consórcios Azul Escuro
sobre o autor
A7 Consórcios

Comentários