Venda de Consórcio Contemplado

Saiba se vale a pena investir na venda de carta de crédito de consórcio contemplada

venda-de-consorcio-contemplado-4
Dúvidas sobre Consórcio Publicado em 16/11/2018

Além de ser uma forma de adquirir um bem ou serviço, o consórcio também pode ser uma forma de ganhar dinheiro. Afinal, essa é uma modalidade de negócio segura e rentável. Saiba mais sobre como funciona a venda de consórcio contemplado e como calcular o valor para lucrar com a transferência.

Vale a pena vender meu consórcio contemplado?

venda-de-consorcio-contemplado-1

Bom, depende em que momento o consórcio foi contemplado. Em geral, o proprietário do consórcio recebe o valor que investiu na modalidade mais o ágio (comissão recebida pela transferência, ou seja, o lucro).

Quando a contemplação acontece logo no início do plano, o lucro obtido é maior porque o valor gasto no investimento foi menor. Se for por meio de sorteio, a vantagem é ainda maior. Afinal, você não precisou custear um lance para conseguir a carta de crédito.

Depois que metade do plano já passou, fica mais vantajoso comprar o bem e lucrar com o mesmo, seja com o uso ou com a revenda (no imóvel por exemplo, você pode lucrar tanto com a locação quanto com a venda após a valorização). Ou seja, tenha em mente que quanto mais o tempo passa, mais difícil fica a venda da carta contemplada e a margem de lucro também vai ficando cada vez menor. Por isso, tenha sempre em mente que no mínimo você terá o lucro com a aquisição do bem. Assim, se houver a oportunidade ou você souber dar lances você poderá vender a carta, caso contrário, de qualquer forma você poderá adquirir o bem e usufruir do mesmo. Em ambos os casos você sai ganhando.

Qual o papel da administradora na venda?

venda-de-consorcio-contemplado-2

Para concluir a venda, é necessário que o consorciado entre em contato com a administradora e solicite a transferência da cota. Se você não tem nenhum interessado na sua carta de crédito contemplada, também é interessante ter essa conversa com a empresa ou o representante que vendeu o consórcio. Normalmente, esses profissionais já tem uma lista de pessoas que desejam adquirir uma cota contemplada, podendo lhe indicar alguém para fechar negócio.

Antes de assinar o contrato de consórcio, vale a pena verificar no Contrato de Adesão com a administradora quais são as condições estabelecidas para a transferência de consórcio contemplado. Em alguns casos, pode ter cobrança de taxas ou mesmo exigência de exclusividade na venda da carta, dependendo da administradora. Por isso é muito importante se informar bem sobre todas as regras antes de fechar qualquer negócio.

Cuidados na hora da venda

Quem optar por fazer a venda da carta de crédito contemplada diretamente com o comprador precisa tomar alguns cuidados. O principal deles é em relação à divulgação de dados de identificação. Para preservar a sua segurança, só compartilhe algumas informações com o comprador, como percentual já pago, saldo devedor e regulamento da administradora.

Outro cuidado que deve ser aplicado é na hora de firmar o contrato. É importante que você registre no documento tudo aquilo que foi acordado entre as partes, como valores e forma de pagamento.

Como definir o valor de venda do consórcio contemplado?

venda-de-consorcio-contemplado-3

A principal dúvida de quem deseja vender a sua carta de crédito é em relação ao cálculo feito para chegar à um valor que seja vantajoso para o vendedor e comprador. Na hora de pensar no preço de venda é necessário levar em conta o valor da parcela da cota e o saldo devedor.

Uma fórmula simples de definir o valor da venda e lucrar com ela é a seguinte:

Valor da venda = (Valor do Crédito/2 + Valor Pago) /2

Com esse cálculo, o vendedor recebe de lucro exatamente o que o comprador da carta contemplada economiza em relação à metade do valor do crédito. Para facilitar o pagamento, você pode arredondar o valor para cima.

 

Exemplo 1

Vamos imaginar que você seja o dono de um consórcio de serviços de R$ 14 mil. Essa cota tem uma parcela mensal de R$ 502,50. Você já tinha pago 10 prestações quando foi contemplado com a carta de crédito. Aplicando a fórmula do valor de venda, o cálculo ficaria assim:

Prestações Pagas = R$ 5.025 (R$ 502,50 * 10)

Valor de Venda = (R$ 14 mil/2 + R$ 5.025) /2

Valor de Venda = R$ 6.012,50

 

Para calcular o lucro (ou ágio), a fórmula é a seguinte:

Lucro = Valor da Venda – Prestações Pagas

Lucro = R$ 6.012,50 – R$ 5.025

Lucro = R$ 987,50

 

Se formos considerar um valor arredondado para cima, o seu lucro seria ainda maior. Ou seja, você recebe mais de R$ 1 mil de lucro com uma modalidade de investimento segura, econômica e simples de manter.

Vale ressaltar que esse cálculo só é válido quando o consórcio contemplado for feito por meio de sorteio ou se o valor pago pela carta for menos que a metade do crédito. Isso porque, a partir da metade da carta, o valor de “entrada” a ser pago por quem vai comprar, começa a ficar alto e pode ser difícil achar um comprador. Veja o exemplo a seguir:

 

Exemplo 2

Vamos supor que você faça parte de um plano de imóvel de R$ 300 mil e deu um lance de R$ 150 mil (50%), sendo que já tinha pago 2 parcelas de R$ 2.206,22. Nesse caso:

Parcelas pagas = R$ 4.412,44

Lance = R$ 150 mil

Valor de venda = (300 mil / 2 + (4.412,44 + 150mil de lance)) / 2

Valor de Venda = R$ 304.412,44 / 2 = R$ 152.206,22

 

Nesse caso, como o valor da venda não é o suficiente nem mesmo para cobrir o valor pago, teria que arredondar o valor para cima. Por exemplo: R$ 180.000,00. É mais difícil achar um comprador nesse exemplo, mas como o valor da carta é alto, ainda assim é possível. Se o valor da carta fosse mais baixo, isso se tornaria bem improvável.

Apesar dessa fórmula básica, considere sempre que a regra geral do mercado: oferta e procura. Quanto maior a procura pela carta que você tem a ofertar, maior o ágio irá poder cobrar por ela  E vice versa.

Nem sempre a oferta de lance inviabiliza o lucro na venda de uma carta contemplada. No entanto, é preciso ter cuidado ao considerar a regra de o valor total (valor já pago + lance) nunca ultrapassar o valor equivalente à metade do crédito. Claro que, como mostrado acima, quando se trata de uma carta com valor maior, você pode ignorar um pouco essa regra e arriscar dar lances mais altos, pois mesmo tendo uma entrada grande, a chance de haver pessoas interessadas em comprá-la é maior.

Para aumentar as chances de ser contemplado no começo, você também pode ofertar lance todos os meses. É comum o valor do lance estar inflado em um mês e logo em seguida cair na assembleia seguinte. Esse é o seu momento de aproveitar.

> Veja nosso artigo sobre como aumentar as chances de ser contemplado no consórcio para saber mais.

O lance fixo (que geralmente fica entre 20 e 30% do crédito) é uma boa opção. Como muitos não conhecem essa modalidade, não há tanta competição. No geral, apenas 10% dos participantes do grupo dão lance fixo.

Por último, evite grupos com lance embutido, porque a média do valor dos lances também aumenta e como já vimos antes, a ideia para venda de cartas contempladas é sempre ser contemplado com o menor valor possível de lance e parcelas pagas.

Separamos alguns exemplos reais de oferta de carta contemplada para você dar uma olhada:

 

Imóvel Ademilar

Crédito R$ 118.000,00

Entrada: R$ 31.900,00

Valor Pago: 22.000,00

Assume: 52 X R$ 2.525,00

 

Servopa Automóvel

Crédito: R$ 142.179,70

Entrada: R$ 59.900,00

Valor Pago: 49.175,68

Assume: 46 X R$ 2.341,70

 

Servopa Imóvel

Crédito R$ 337.000,00

Entrada: R$ 107.000,00

Valor Pago: R$ 27.900

Parcela: 165 x R$ 2.720 após + 11 x 1.392

Transferência 1%

 

Lembre-se: quanto mais no início do plano você for contemplado, mais vantajoso se torna transferir a carta, pois o lucro é maior. Para quem tem o objetivo de investir e ganhar dinheiro com o consórcio, o ideal é pensar na aquisição de um imóvel para aluguel ou venda.

Ficou interessado em saber mais sobre o Consórcio e suas vantagens? Então, confira o nosso guia completo com tudo o que você precisa saber sobre ele. E para mais dicas sobre finanças pessoais e investimentos, acesse o blog da A7 Consórcios.

Logo A7 Consórcios Azul Escuro
sobre o autor
A7 Consórcios

Comentários